11204815624_e32dd10bfd_o
roteiro

Berlim em 4 dias: o que fazer na capital da Alemanha (3º dia)

A essa altura você já pode tirar onda de que é um expert em Berlim, pois já conhece muitas das suas atrações principais, como o Muro de Berlim, a Torre de TV, os murais de street art, além do Portão de Brandenburgo e do Memorial do Holocauto. Mas nossa aventura continua e segue para um terceiro dia repleto de atrações ao ar livre. Para hoje temos parque, praia artifical, passeio de barco e um mergulho na noite underground da cidade. A programação é:

  • Parque Tiergarten
  • Parlamento Alemão
  • Praia artifical
  • Passeio de barco pelo rio Spree
  • Museu da DDR
  • Pub Crawl Alternativo

 

Parque Tiergarten

O Tiergarten é o maior parque de Berlin, com 210 hectares e fica localizado bem no coração geográfico da cidade. Ele é excelente para uma visita no início do dia e é muito frequentado não só por turistas, mas também por locais, que vão para lá correr, andar de bicicleta, fazer um piquenique, jogar futebol ou simplesmente para relaxar e ler um livro. O parque é bem grandinho e repleto de caminhos e vias que levam a diferentes atrações. Algumas delas são: a Coluna da Vitória (Siegessäule), no centro; o Memorial de Guerra Soviético, no lado norte; o Palácio Bellevue, que é a residência oficial do presidente da Alemanha; o  Bundespräsidialamt, um prédio do governo com uma arquitetura bem moderna; a Casa das Culturas do Mundo (Haus der Kulturen der Welt), onde acontece exibições e eventos culturais e o Carillon, que é uma torre de 42m com 68 sinos, além de diversos jardins, lagos e pontes. Lá há até uma cervejaria a céu aberto à beira do lago Neue See, onde é possível alugar um barquinho e fazer um passeio. Mas vai aqui um alerta: em dias de muito calor é possível ver alguns peladões tomando sol em algumas partes do parque. Se você não sabe, os alemães encaram a nudez de uma forma muito natural.

Tiergarten

Foto: Eric T Gunther

Tiergarten o que fazer em Berlim em 4 dias Tiergarten o que fazer em Berlim em 4 dias Tiergarten o que fazer em Berlim em 4 dias

 

Parlamento Alemão (Reichstag)

O Reichstag é o prédio que abriga o Parlamento Alemão e é uma das atrações mais visitadas de Berlim e palco de importantes acontecimentos da história da Alemanha. O edifício em estilo neo-renascentista foi inaugurado em 1894 e tem 137m de comprimento e 97m delargura. Ele foi extremamente danificado por um incêndio em 1933 e por bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial. Por isso, o Reichstag já passou por diversas restaurações. Em uma delas, que ocorreu entre 1961 e 1971, o desenho original foi simplificado e decidiu-se por não restaurar a grande cúpula que havia sido explodida, pois ela pesava mais de 300 toneladas e isso poderia comprometer a estrutura do prédio já muito danificada. No entanto, após a reunificação da Alemanha, em 1990, uma nova restauração foi iniciada e concluída em 1995. Nela, foi adcionada uma nova cúpula de vidro com 23,5m de altura. A estrutura hoje fica sobre a sala do plenário, que tem em sua parte interna um caminho em forma de espiral que leva até o topo do edifício. De lá é possível ver o Portão de Brandenburgo e grande parte da cidade. Essa cúpula e o terraço são abertos a visitação, mas é necessário fazer um agendamento com no mínimo dois dias de antecedência através desse link aqui. Há opções de visitas guiadas e audio-books disponíveis em português. As visitas ocorrem diariamente, de 8h às 24h.

Reichstag o que fazer em Berlim

Reichstag o que fazer em Berlim em 4 dias

Foto: Eric Pancer

Reichstag o que fazer em Berlim em 4 dias

Foto: Flickr (Oh-Berlin.com)

 

 

LEIA TAMBÉM: CRÔNICA SOBRE DESAFIAR-SE A CONHECER 80 PUBS EM 80 DIAS NA TERRA DA RAINHA

 

Rio Spree

O Spree é um rio de cerca de 400km de comprimento, que corta o centro de Berlim, passando por pontos turísticos como o Reichstag, a Ilha dos Museus e a Catedral de Berlim. Por isso, em um dia quente e ensolarado, fazer um passeio de barco é a melhor pedida. Esses tours custam a partir de 11 euros e a duração geralmente é de 1h – isso varia de empresa para empresa e do ponto de partida e chegada do trajeto. Algumas das principais companhias são: Stern & Kreisschiffahrt, Reederei Riedel, BWSG Berliner Wassersport und Service GmbH. A forma mais simples de comprar ingressos é direto nos pontos de partida dos passeios, que ficam em piers espalhados ao longo do trajeto no centro da cidade. Já que você vai estar nas redondezas do Reichstag, eu recomendo que você compre o sue ticket na Estação Central de Berlim (Hauptbahnhof). Aproveite e pare em um dos bares a céu aberto que existem nas imediações do rio e tome uma cervejinha. No mais, aproveite o programa para ver Berlim por uma outra perspectiva e tirar boas fotos.

Pedro Guedes o que fazer em Berlim em 4 dias

Rio Spree o que fazer em Berlim em 4 dias Rio Spree o que fazer em Berlim em 4 dias Rio Spree o que fazer em Berlim em 4 dias Rio Spree o que fazer em Berlim em 4 dias Rio Spree o que fazer em Berlim em 4 dias

 

Museu da DDR (Deutsche Demokratische Republik)

Provavelmente seu passeio de barco vai parar próximo a Catedral de Berlim e ao interessantíssimo Museu da DDR, nossa próxima parada. O acervo do museu mostra como era o estilo de vida comunista na Alemanha Oriental. A história por trás disso tudo é a seguinte: a Alemanha Ocidental era uma economia aberta e capitalista, que vivia sob sistema político democrático. Já a Alemanha Oriental era comunista, vivia sob um regime ditatorial e era totalmente fechada ao Ocidente. Essa situação, que durou 40 anos, acabou influenciando muito no cotidiano das pessoas, já que os habitantes da Alemanha Oriental tinham que lidar com escassez de produtos e com regras que limitavam seus hábitos de compra. O único automóvel disponível, por exemplo, era o Trabant e, mesmo assim, as pessoas não podiam simplesmente ir a uma loja e comprá-lo. Era necessário fazer um pedido ao governo e esperar até receber o carro, o que poderia levar até 10 anos! Esse é só um exemplo da infinidade de restrições impostas pelo Partido Comunista, que influenciava fortemente a vida privada das pessoas. São dessas coisas trivias do cotidiano que o museu trata. Lá você vai encontrar artigos e objetos do lar, produtos típicos da época, roupas, brinquedos e etc. Até cômodos de um apartamento típico de uma cidade da Alemanha Oriental foram montados. O que é muito interessante no Museu da DDR é que lá você pode tocar e interagir com os objetos expostos. Pode até sentar no sofá, abrir os armários, as gavetas e ver tudo bem de perto. O Museu da DDR fica aberto de segunda a domingo das 10h às 20h, só no sábado que vai até as 22h. O valor de entrada é €7.

Outras informações: www.ddr-museum.de

11745951_926583610734359_1602993328961501085_n 10325143_926583557401031_6139311541777203318_n 11737933_926583490734371_5066019892740975810_n 11745768_926583594067694_8873744388432360133_n

 

LEIA TAMBÉM: NOVA YORK – 10 DICAS PARA CURTIR O LADO B DA BIG APPLE

 

 

Pub Crawl Alternativo

Depois de um dia intenso de atividades ao ar livre, eu recomendo que você volte para o seu hotel ou hostel e descanse um pouco. Com as energias renovadas é hora de explorar a night de Berlim. A atração que eu recomendo atende pelo nome de 666 Anti Pubcrawl. Certamente você vai receber um folder deles em algum momento da sua estadia. O programa nada mais é do que um tour pela noite de Berlim, passando por bares e casas noturnas nos distritos de Prenzlauer Berg, Kreuzberg, Fredrichshain e Mitte. Mas esse não é um pubcrawl coxinha, que te leva a baladas mainstream. Ele prioriza atrações da cena underground de Berlim, passando por um bar instalado onde antes funcionava uma igreja, raves em antigas estações de trem bombardeadas, locais dedicados ao público LGBT, bares especializados em absinto e diversos outros points, onde você vai ouvir de rock a techno, hip hop a música gótica, reggae a electro. Custa 10 euros e te dá direito a 6 shots de graça e entrada em 5 bares e nightclubs. Os grupos saem todos as noites, às 21h, do Yesterday Bar, na rua Metzer, perto da estação de metrô U2 Senefelder Platz. Não se esqueça de levar um documento que comprove que você é maior de 18 anos.

E chega ao fim o terceiro dos nossos 4 dias em Berlim. O último dia será mais light, pois imagino que você ainda tenha que encarar um trem. Eu sugiro a você que passeie pela Ilha dos Museus, te recomendo uma feirinha de arte que há lá por perto, uma visita a Catedral de Berlim e terminamos nossa experiência na cidade relaxando em um parque com espreguiçadeiras e mais cerveja, rs. Vamos ver como vai ser esse último dia?

CONTINUAÇÃO: BERLIM EM 4 DIAS – O QUE FAZER NA CAPITAL DA ALEMANHA (4º DIA)

DEIXE SEU COMENTÁRIO