meditação

Dicas para lidar com o imprevisto

Tive um insight de escrever esse post, para de alguma forma compartilhar com vocês o que vivi na minha viagem à Tailândia, agora em março e passar dicas para lidar com o imprevisto e como podemos superar os dias de luta intensos que estamos tendo nessa quarentena.

O QUE ACONTECEU ?

Um resumo bem breve do que houve na minha viagem (pois ainda vai ter um post contando todos os detalhes): estava na Tailândia e tive o meu voo cancelado sem previsão de retorno ao Brasil, por conta da pandemia do COVID-19. A minha viagem que teria duração de 9 dias passou a ter 25. E aí, o que fazer?

*Fui com uma quantia específica de dinheiro.

*Planos para apenas a quantidade de dias programado.

*Pensamento no coletivo. Como as meninas que estavam comigo conseguiriam se manter até conseguirmos a nossa volta?

*Trabalho esperando por mim no Brasil.

*Meu aniversário programado com a família.

*Chip de celular para apenas os 9 dias.

Enfim, vários planos que havia feito antes de embarcar que foram por água abaixo.

Assim é a vida né? Levamos um tapa atrás do outro e na maioria do tempo não aprendemos e não queremos enxergar. Continuamos dando murro em ponta de faca e forçando ao universo ideias e projetos que nós mesmos queremos e achamos que é o certo.

OPÇÕES

Bom, depois de analisar qual é a nossa verdadeira situação, o que podemos fazer? Enxergar quais são as opções que temos. Para esse momento, recomendo colocar no papel. A visualização fica mais clara e fácil.

No meu caso eu tinha duas opções: pagar por uma nova passagem de volta com uma das poucas companhias que ainda operavam, que estava em torno de R$ 13.000 (e eu não tinha de forma alguma essa grana para gastar) e mesmo assim ainda ter o voo cancelado, pois isso estava acontecendo muito em cima da hora ou então, esperar pelo voo de repatriação que estava sendo falado , mas sem nada certo ainda.

Com as opções no papel, você começa a levantar os pontos positivos e negativos de cada situação e assim fica mais fácil para tomar uma atitude. No meu caso, foi super fácil escolher, pois a primeira opção estaria descartada desde o início e no nosso caso hoje, perante ao isolamento em casa, também não tem muita escolha. Temos que ficar em casa, certo? Então vamos para o próximo passo!

ACEITAÇÃO

Depois de feita a escolha temos que aceitá-la. Porque as vezes acabamos escolhendo contrariados, por isso é importante acreditar nela. Ela é o melhor para mim, para as pessoas a minha volta e para o momento.

Encarando dessa forma, fica tudo mais leve e “fácil” de levar.

Ficamos mais fortes, baseados na nossa própria escolha.

CRIE HÁBITOS SAUDÁVEIS

Até que você consiga sair do imprevisto e levar a sua vida “normal” de novo, é preciso que o dia a dia seja gostoso e leve e para isso, nada melhor que criar hábitos saudáveis, que te acrescentam e te façam sair dessa situação uma pessoa mais madura e certa do que quer.

Na minha rotina, eu contei com pessoas maravilhosas que estavam ao meu lado e se você pode recorrer a esse tipo de pessoa também, aproveite! Curta todo o tempo que puder do lado dela. Trocando experiências, ensinamentos, aprendizados e o dia a dia. Depois de cumprir os deveres, sentem no chão e contem histórias, tomem sorvete, joguem baralho, assistam filmes, façam comida juntos e aprendam uns com os outros.

Depois de toda essa vivência, respeite o tempo do outro também, e o seu próprio tempo, é claro! Acima de tudo sempre. Tire os seus momentos de solitude, para ler um livro, faça a sua meditação sozinho, se conecte consigo mesmo, ligue para as pessoas queridas que estão longe.

Tente se alimentar de maneira saudável e nutritiva. O que colocamos no nosso organismo faz toda a diferença na nossa energia e vitalidade. Ficamos mais dispostos e criamos até uma imunidade melhor. Aproveite o tempo para se dedicar mais na cozinha. Faça pratos diferentes e conheça novos sabores.

Comece o dia de maneira saudável! O que você faz no primeiro instante do seu dia, vai ditar o que você vai fazer no restante dele. Portanto, parece clichê mas é a mais pura verdade: medite, faça alguma atividade física, faça a sua oração, visualizações, afirmações e respira! Confie no Universo, em Deus, ele sabe o que está preparado para você.

NECESSIDADE

Situações como essa, nos fazem enxergar o que realmente precisamos para viver, deixando de lado assim, gastos superficiais. E o que mais precisamos para responder a nossa maior necessidade? Água e comida. Se programe para ter isso e o resto vem. Se organize para ir ao mercado quando for necessário.

Em Bangkok, a gente fazia a listinha e íamos no mercado só quando realmente precisava. Comprávamos o que ia realmente nos ser útil.

Não sei vocês, mas nesses dias de isolamento, tenho tido cada vez mais consciência do quanto eu gastava com coisas supérfluas. Vejo o tanto de roupa que tenho e que antes achava que não tinha. Da quantidade de acessórios que tenho, que seria necessário alguns anos para usar tudo sem repetir. No quanto eu lavava roupa desnecessariamente, como elas podem durar mais e como podemos usá-las repetidas vezes e seguidas.

De todo imprevisto, ficam aprendizados, cabe a nós enxergá-los dessa maneira e não nos vitimizarmos.

Sempre há alguém em uma situação pior que a nossa e levar tudo com leveza e amor, torna o caminho mais especial.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO