Praia em Manaus
Dicas

Belém ou Manaus?

Manaus, Manaus e Manaus! Pela segurança, pelos passeios e pela hospitalidade do povo. Belém é uma cidade fascinante, com uma culinária de destaque, revitalizaram algumas áreas que a deixa bonita, tem o maior mercado aberto da América Latina e é ponto de partida para incrível Ilha de Marajó. Mas a insegurança impede que você explore à cidade e deixa tudo caro com a necessidade de fazer tudo de táxi. Enquanto Manaus tem fama de ser mais segura, os locais assim o dizem e me senti tranquila lá. Além de ter ótimos passeios para explorar a selva, seja por ali, pelo Arquipélago de Anavilhanas ou outras regiões mais longínquas.

 

Belém tem seus encantos, é uma cidade mais verticalizada, olhando do porto, dá impressão de ser bem moderna com vários prédios altos e até de arquitetura interessante… Sua parte histórica tem muitos prédios bonitos e mesmo os pequenos, são de estilo antigo, bacana! Mas infelizmente muitos são tombados pelo Patrimônio Histórico e não recebem a manutenção devida, então ficam abandonados. Suas ruas estreitas estão em péssimo estado, quase não tem calçada (embora em muitos locais tenha aquela sinalizada pra cegos, o que achei muito legal!) Mas até mesmo as ruas tem sua lateral muito tombada (acho que pra escoar a água) o que deixa a rua “utilizável” ainda, porém muito estreita.

 

É uma cidade com mais cara de cosmopolita com belos prédios e grandes shoppings. Mas a criminalidade é assustadora, 110% das pessoas (até sem perguntar) por onde passamos nos avisam, “olhe, não passe ali a pé”, olhe, “de dia lá dá muito roubo”, “tire seu cordão”, “guarde seu celular”… Mas é demais! É contagiante, todo lugar, cada taxista, cada local, cada vendedor, cada recepcionista do Hotel alertava sobre isso… E… Sim, aconteceu, estava supercautelosa quando alguém tentou puxar minha bolsa, foi indignante! Dava pra ver que era um amador, não tinha armas (a que ponto chegamos!), e só queria se aproveitar de um turista, ou seja, fiquei com impressão que virou algo tão comum que nem precisa ser bandido pra fazer sacanagem, só oportunista, é algo banal! Gritei, berrei na esperança de algum “herói” correr atrás dele e levar para a polícia mas ninguém se quer olhou em nossa direção (estava bem no meio “da pedra” onde chegam os peixes do mercado, ao lado do Ver o Peso. Fiquei pasmem, ninguém se importa mais, é algo tão banal quanto os urubus por lá.

mercado ver o peso- Belém

Mercado Ver o Peso. Foto: Ecoviagem

 

 

Cheguei em um Domingo e quase nada funcionava, tudo tinha que ir de táxi, então fui pro Mangal das Garças, sem dúvidas, a melhor parte de Belém pra mim, é lindíssimo!!!! Só que tudo precisava de pegar táxi, mesmo distancias pequenas, devido ao perigo dos roubos, assaltos. E por ser domingo, estava tudo ainda mais deserto do que o usual, o que agrava a situação. A bandeira do táxi começa com R$5,61, enquanto no Rio que é uma cidade turística e caríssima é R$5, 40 e São Paulo R$4,50. Fui encomendar uma pizza por delivery e queriam me cobrar R$56 na grande do sabor mais barato (no Rio numa pizzaria excelente e até mais carinha é menos de R$50) a pizza foi péssima no final das contas, seca, sem molho e sabor.

Porém, Belém tem seus encantos, não se deixe contaminar apenas por minha experiência. A culinária é riquíssima! Há quem a compare com a Tailândia e não é atoa, o açaí por exemplo, comem com peixe frito e farofa! Tem bons restaurantes e belos passeios. Além disso, pra mim, o mais interessante deles, a Ilha de Marajó, que é maior que o estado do Rio de Janeiro, rica em cultura, praias e belezas naturais, além de se deparar com búfalos no meio da rua e poder fazer passeios dando uma volta montada neles!

Em Belém em si, é de se tirar o chapéu para a Estação das Docas, onde culinária, cultura e uma belo pôr do sol se misturam numa área super cool, comparada ao Puerto Madero de Buenos Aires. É bonita e rica, com teatro, músicas, apresentações ao ar livre, exposições, etc. Aos domingos, tem até “Teatro ao Pôr do Sol, palcos deslizantes com músicas paraenses  ao vivo, apresentações folclóricas às sexta feiras, etc. Veja mais detalhes no site da Estação das Docas. Mais uma vez não dei sorte, rs, fui almoçar numa segunda feira e estava tudo deserto, nenhuma dessas atrações, apenas restaurantes e poucas lojinhas abertas, o “Lá em Casa” é um restaurante bem renomado por lá e possui um buffet por R$57,00 o preço fixo.

Estação das Docas

Estação das Docas e o Rio Guamá

Culinária Belém. Foto: UFPA

Culinária Belém. Foto: UFPA

Além disso, Belém hospeda o Círio de Nazaré, uma procissão que só perde pra de São Pedro em Roma, um dos maiores eventos populares mundialmente conhecido, onde fazem a procissão no 2º domingo de outubro, tanto a pé, quanto de moto e barco carregando a imagem da Virgem de Nazaré por um percurso que leva quase 10h. É  um manifesto popular secular que a Igreja católica e seus romeiros perpetuam decorando as casas, pagando promessas e enchendo as ruas da cidades de aclamações calorosas, cantos e cumprimento de promessas. Veja mais detalhes no site.

Círio de Nazaré- Belém

Círio de Nazaré. Fonte: Iphan

Ambas cidades refletem hoje os avanços e o saudosismo deixado pela Belle Époque brasileira que aconteceu no ciclo da Borracha, onde tanto Belém quanto Manaus se posicionaram na vanguarda tecnológica possuindo bondes elétricos, sistema de água e esgoto, avenidas e edifícios imponentes. Assim o período nos deixa lembranças desse avanço cultural, tecnológico e arquitetônico que podem ser vistos hoje em Belém no  Theatro da PazMercado de São BrásMercado Francisco BolonhaMercado de Ferro e palacetes e o Teatro AmazonasPalácio Rio NegroPalacete Provincial e o Mercado Adolpho Lisboa em Manaus.

Voltando ás minhas impressões, Manaus tem mais cara de Amazônia, você sente pela fisionomia dos locais, pelas histórias e respira isso por onde passa. É banhada pelo belo Rio Negro e tem como uma de suas atrações o encontro dele com o Solimões, visitas à Tribos indígenas, o belíssimo Teatro Amazonas (Vale a visita! Especialmente ás sextas de manhã quando a filarmônica está ensaiando).  Veja mais detalhes no nosso post sobre os passeios a se fazer na Amazônia pela 1ª vez. Além disso, a cidade é ponto de partida para cruzeiros turísticos e hotéis de selva que lhe permitem nadar com os botos, fazer focagem noturna pra avistar jacarés, noites na selva, etc.

O Mercado de Belém ou Manaus? 

Adorei o mercado Municipal de Manaus, que fica na beira do Porto, ele é super organizado e limpo, pisos brancos, sempre com alguém “retocando”. Embora seja pequeno, tem tudo que se dá vontade de comprar ao ir pra Amazônia, todas plantas exóticas e seus derivados, como óleos, sabonetes, temperos etc. Não deixe de comprar lá as balas de Cupuaçu, que na verdade são bombons deliciosos, há a opção mista também com diversas qualidade como o de castanha também. São deliciosos, relativamente baratos e um ótimo regalo pra levar de presente!

Mas me arrependi de não ter dedicado mais tempo e mais comprinhas a ele, pois como estava ansiosa por conhecer o Ver o Peso, imaginei que encontraria tudo lá, mas não foi o que aconteceu, especialmente pela retaliação da criminalidade com os turistas, não fiquei muito tempo nele e não dava nem pra arriscar de comprar e ter que abrir a bolsa.

mercado municipal manaus

Lojas de produtos típicos e artesanato estão disponíveis no local

Lojas de produtos típicos e artesanato dominam o local

Ao lado do mercado de Manaus, há também o de peixes, mais uma vez, muito organizado e no de Belém, há também o mercado do Açaí, o de peixes, o de ferro/de carnes o belo Polo Joalheiro que fica bem ali do lado num prédio revitalizado onde funcionava um violento presídio no passado.

Ou seja, Belém tem seus encantos, tem a Orla linda do Portal da Amazônia que fecham a pista  aos domingos e virou tradição um desfile de modais diversos (skate, bicicletas customizadas, etc), o Mangal das Garças, a Estação das Docas, museus, Teatro da Paz, área antiga da cidade e seus encantos etc. Onde seu encanto principal está na riqueza e diversidade culinária, suas atrações, o trabalho de revitalização que valoriza a cultura local e o mix disso com uma cidade moderna.

Então, se fosse avaliar friamente, até acho Belém uma cidade mais interessante, completa, sexy, mas realmente a atmosfera do abandono do setor público em certos aspectos a deixa em 2º plano. A visitaria em uma viagem para conhecer a riqueza que é esse estado do Pará, mas no mínimo, acompanhada de um local. Enquanto Manaus, tenho tranquilidade para dizer qe é a melhor opção para se sentir o gosto da Amazônia (aquele que estereotipamos) e ainda vivenciar um pouco de uma cidade super hospitaleira, de povo receptivo e que traça um belo caminho rumo ao desenvlvimento.

 

2 COMENTÁRIOS